12 dezAquecimento da economia atrai franquias para cidades da região de São Paulo

Escrito pela Redaçaõ do G1

Cidades da região com até 150 mil habitantes são o foco das franquias para o ano que vem. Os motivos são os baixos custos de instalação em relação aos municípios maiores e a perspectiva de bons lucros, segundo a consultoria Rizzo Franchise, empresa que realiza pesquisas sobre o setor na América Latina.

Para o Sebrae, o tamanho da cidade não é o principal atrativo, mas sim a renda dos consumidores, o que aquece a economia local. “A região se torna um bom polo de consumo e isso interessa”, explicou o consultor Jorge Pereira.

Daniele Velossa é gerente de nove lojas de uma franquia de cosméticos no interior do estado. Oito delas estão em cidades com até 150 mil habitantes. “Estamos em processo de abertura de mais duas lojas. O nosso projeto é expandir cada vez mais, principalmente em cidades pequenas”, disse. O interesse tem justificativa. “Nós temos pesquisas de mercado que, em cidades menores, temos crescimento de 15% a 25%, maior que em grandes centros”, completou.

Franqueador diz que investimento menor e retorno
mais rápido (Foto: Pauloi Chiari/EPTV)

Parceiros
Em uma franquia de serviços domésticos em São Carlos (SP), muitos futuros parceiros também vêm de cidades pequenas. “Nós recebemos em média até sete candidatos por dia, sendo que até três são cidades com menor número de população”, explicou o franqueador Waldir Lucas Junior.

Segundo ele, investimento menor e retorno mais rápido estão entre os motivos, além de outro detalhe. “A propaganda inicial é mais barata e o que realmente consegue alavancar o negócio é o boca a boca”, revelou o franqueador.

O momento para investir em franquias é bom, mas o consultor do Sebrae alerta que só isso não é garantia de sucesso. “A sobrevivência depende sempre da boa gestão do negócio. A franquia, claro, vai te policiar, se tiver algum problema. Normalmente elas indicam o resultado, mas quanto à sobrevivência não, você estará brigando no mercado como qualquer outra empresa”, ressaltou Jorge Pereira.

Pereira reforça que é preciso conhecer bem o mercado e fazer um plano de negócios detalhado antes de qualquer investimento.

Texto extraído de http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2012/12/aquecimento-da-economia-regional-atraem-franquias-cidades-da-regiao.html