11 fevBrasil será o grande mercado de comércio eletrônico

Escrito pela Redação da PR Newswire do Brasil

ecommerce

O Brasil continua a ser o maior mercado da região por uma ampla margem e assim permanecerá de acordo com um relatório. A receita do comércio eletrônico na Argentina, Brasil e México devem crescer 135% em conjunto, de US$ 20 bilhões para US$ 47 bilhões até 2018, de acordo com um novo relatório da Forester Research Inc., intitulado “Latin America Online Retail Forecast 2013-2018”, (Previsão de Varejo On-line para América Latina 2013-2018).

O mercado de comércio eletrônico B2C (negócio a cliente) em expansão também tem promovido este desenvolvimento. No Brasil, mais consumidores de grupos de baixa renda começaram a se sentir confortáveis para fazer compras on-line. Foram mais de 40 milhões de compradores online no Brasil em 2013, com o número chegando a 50 milhões até o final de 2013.

As compras online transfronteiriças eram populares no Brasil, o que estimula muito o comércio eletrônico transfronteiriço e traz mais oportunidades para o mercado de comércio eletrônico B2B. E a Copa do Mundo tem dado um impulso enorme para o segmento de comércio eletrônico brasileiro, com um aumento de 27% em 2014 em relação aos números do ano passado.

Além disso, a globalização dos mercados, a crescente interpenetração das economias, as rápidas mudanças tecnológicas, a volatilidade da demanda, a maior variedade de produtos disponíveis, a entrega mais rápida, o desenvolvimento mais rápido de produtos e a fabricação de baixo custo indicam um novo tipo de ambiente competitivo.

Os varejistas estão confiantes de que o comércio eletrônico vai florescer, apesar dos obstáculos. Há uma grande dose de otimismo sobre a possibilidade de avanço no país. À medida que as demandas abundantes por fornecimento de produtos, entrega efetiva e oferta de compras online confortáveis avançam, a OSell,  a cadeia de suprimentos na sua área de trabalho, tornou-se um bom parceiro da cadeia de fornecimento global com serviços de localização.

Todos esses fatores estão trazendo mais oportunidades para os varejistas. Esta nova cadeia de suprimentos de comércio eletrônico atualizada em resposta às tendências atuais irá fornecer uma ampla gama de categorias de produtos com alta qualidade e preços favoráveis?

Texto original presente em: http://www.dci.com.br/pr-newswire/por-que-o-brasil-sera-o-grande-mercado-de-comercio-eletronico-id383720.html