06 dezCarrefour inicia negociação para abertura de shopping center nos Jardins

Por Adriana Mattos, do Valor Econômico

center jardim pamplona

O Carrefour negocia com redes de varejo para locação de lojas em seu segundo shopping no país, o Center Jardim Pamplona, no bairro dos Jardins, na zona oeste de São Paulo, a ser aberto em 2016. No bairro do Cambuci, o grupo terá um terceiro shopping em 2017.

Um desses acordos envolve a Tok&Stok, que já assinou carta de intenção para ocupar uma área. Também há conversas com varejistas de moda. As líderes deste mercado no Brasil são Lojas Renner, Riachuelo e Marisa.

Há cartas de intenção hoje negociadas com três âncoras (lojas de maior porte). O empreendimento deve ser aberto no último trimestre de 2016, com cerca de 60 lojas, além de um hipermercado Carrefour reformado e ampliado, com seis mil metros quadrados (o atual soma 4,5 mil). Este hipermercado será a loja-conceito da empresa no país. A área bruta locável total do shopping, considerando o hipermercado, é de 12 mil metros – equivale a dois hipermercados padrões no país hoje.

A empresa não informa o valor investido. Shoppings de pequeno porte, com até 100 lojas, tem exigido investimentos de R$50 milhões a R$150 milhões. Um novo hipermercado, quando construído a partir do zero, exige desembolsos de R$25 milhões a R$30 milhões.

Serão quatro andares, sendo que o último piso será aberto, com 4 a 6 restaurantes e bares, além do Outback e da operação da academia Bioritmo no terceiro piso. A construção ainda está em fase inicial. A empresa já controla um empreendimento no país, o Shopping Butantã, portanto, este é o segundo da empresa.

Segundo Lunardini, o setor atravessa um período de queda na comercialização em alguns empreendimentos, como reflexo da recessão econômica e queda dos investimentos no varejo, mas a empresa diz que não sentiu redução no interesse dos lojistas. “A localização é muito boa e isso garante a procura”, diz.

O segmento de shoppings foi afetado por desaceleração nas vendas “mesmas lojas” (de pontos em operação há mais de um ano) neste ano e grandes grupos identificaram aumento da inadimplência de lojistas e queda na ocupação dos shoppings.

Além do empreendimento nos Jardins, a empresa voltou a confimar que deve inaugurar em 2017 o Cosmopolitano Shopping, no bairro do Cambuci, zona central, que também terá um hipermercado da rede, a ser inaugurado em 2016.

Com cerca de 230 lojas, o Cosmopolitano Shopping deve ser aberto entre abril e maio de 2017, com 44 mil metros quadrados – quase a esma área do Mooca Plaza, da BRMalls, a quatro quilômetros dali.

Um empreendimento já anunciado – com hipermercado e centro comercial do Carrefour, e residências – na Marginal Pinheiros, em São Paulo, continua com o cronograma da entrega para 2020.

O Carrefour voltou a crescer de forma orgânica no país nos últimos dois anos, após enfrentar um período de reestruturação, quando interrompeu planos de investimentos mais altos – a reestruturação foi encerrada em 2013. Hipermercados pararam de ser abertos e a operação imobiliária não teve maiores avanços. O foco maior no segmento de imóveis hoje reflete a atual fase do grupo, com novas aberturas, especialmente de minimercados e atacarejos.

Essa fase não envolve, porém, aumentos nos investimentos totais. Semana passada, o presidente do grupo no país, Charles Desmartis, disse que a empresa vai manter em 2016 o mesmo patamar de investimento verificado em 2015.

Texto extraído de: http://www.valor.com.br/empresas/4341918/carrefour-negocia-lojas-para-shopping-center-nos-jardins