24 janCinco dicas para pequenos varejistas crescerem com suas marcas

Durante uma das sessões da NRF 2013, foram discutidos temas relacionados a pequenos varejistas que tiveram grandes ideias para se conectarem com seus clientes. E, embora a sessão tenha se voltado para pequenos negócios, grandes varejistas puderam aprender com os palestrantes a realizar estas conexões, construindo comunidades.

Aqui estão algumas das conclusões mais importantes da sessão:

1 – O Facebook não é gratuito: Tanna Dang é proprietária de uma pequena boutique com uma grande Fan Page no Facebook. Embora seus 13 mil fãs não tenham vindo através de anúcios pagos, Dang é a primeira a dizer que a melhor forma de crescer no Facebook é investindo dinheiro nele. Acreditando que o Facebook é uma extensão de sua marca, Dang paga um fotógrafo profissional e um copywriter para postarem na Fan Page e atualizarem as fotos. Sua página sempre se assemelha ao website oficial. E o calendário editorial com checklist de 10 itens que um post necessita ter para ser aprovado, tornam a página ainda mais eficaz.

Durante a apresentação, Dang compartilhou alguns exemplos de como um post no Facebook auxiliou a movimentar um produto que estava parado há tempos na loja, e como a empresa foi capaz de vender um produto poucas horas depois de um post.

2 – Encontre motivos para comemorar: A equipe da papelaria Polka Dot Press gosta de festejar, e Kim Williams não espera por motivos óbvios de comemoração para levar as pessoas à sua loja. Durante o debate “Isto é Varejo“, ela ofereceu um martini de chocolate para os clientes apenas como agradecimento (durante este período ela encerrou as atividades de compra e venda da loja, embora muitas pessoas desejassem adquirir produtos durante a comemoração). Ela também incentivou os clientes a comemorarem o aniversário de seus funcionários, além de possuir workshops que servem como entretenimento para as crianças enquanto as mães compram produtos.

3 – Você não precisa do governo para fazer uma mudança acontecer: Mark Plessinger, dono da Frame of Mind, contou a história da Rua Principal de sua cidade em Columbia – Carolina do Sul, e os esforços necessários para reanimá-la. Depois de encontrar o sucesso com mostras de arte em sua loja de óculos, Plessinger usou o conceito de sinergia para unir os comerciantes e fazê-los entender que todos, coletivamente, atraiam mais clientes do que cada loja atrairia individualmente. E agora que os comerciantes se uniram para movimentar o centro da cidade (com grande sucesso, alguns eventos trazem até 1500 pessoas), o governo local está percebendo o lado positivo desta ação. Não é de se questionar por que meia dúzia de novas empresas optaram por abrir suas portas recentemente na Rua Principal, que antes fora tão abandonada.

4 – Seja autêntico: Enquanto cada empresário vê um enorme reconhecimento entre os clientes de sua empresa, não há dúvida de que uma promoção ou geradores de tráfego que funcionam para um provavelmente não vá funcionar para outro. A Frame of Mind sediou eventos com pirofagistas e dançarinas do ventre para mostrar aos clientes a sua tecnologia de ponta. A Eden in Love utiliza-se de filantropia para se conectar com os clientes através de promoções como “compre um, doe outro” para ajudar pacientes com câncer e distribuir revistas em hospitais e escritórios. A Polka Dot Press realizou sessões de aulas de fotografia e workshops de “Refeições em poucos minutos” para as mães.

5 – Você não pode fazer tudo, então pare de tentar: Depois de um participante perguntar sobre o ROI do Twitter, vários palestrantes falaram sobre as lições aprendidas e a importância da prioridade. O Twitter não mostra cases de experiências ou de marcas, então eles não o consideram tão valioso. E até mesmo outros canais que não auxiliam a mostrar a necessidade da marca precisam ser avaliados. Williams falou sobre a escolha de fechar seu blog depois de muitos anos, porque, para ele, foi um tempo perdido onde não viu resultados convertidos em vendas. Ao invés disso, optou por concentrar os esforços no Pinterest, que provou ser a melhor forma de se conectar com as mães que visitam sua loja.

Texto original: http://blog.nrf.com/2013/01/21/five-tips-for-small-retailers-to-grow-their-brands/