08 maioComo o varejo pode usar as mídias sociais a seu favor

Escrito por Rodrigo Henrik, do Digital Markketing

Estabelecer uma presença online é hoje uma condição importante para que os varejistas ganhem em exposição, já que os consumidores fazem primeiro pesquisa de preços e produtos na internet antes de partir às compras. Sim, 81% dos consumidores brasileiros utilizam a internet para pesquisar preços, segundo a eCMetrics, agência global de mídia social especializada no uso estratégico, execução e monitoramento de mídia gerada pelo consumidor.

Segundo levantamento divulgado em fevereiro deste ano, 74% dos consumidores também usam a web para pesquisar modelos e imagens de produtos, enquanto 68% usam a ferramenta para pesquisar detalhes como desempenho e dimensões de produtos, locais de compra (67%) e lançamentos (64%).

Mais do que entrar nos sites corporativos ou de e-commerce para as informações “oficiais”, o consumidor também busca informações genéricas, opiniões de outras pessoas, resenhas, matérias jornalísticas ou blogs falando da empresa e/ou do produto. Tudo para formar uma opinião e só então decidir-se pela compra.

Há três pontos cruciais que uma empresa de varejo deve ter em mente ao construir sua marca online.

1. AUTENTICIDADE

O que você diz deve fazer sentido para a sua marca em termos de mensagem e relevância. Deve ser coerente com a imagem que você construiu ou deseja construir. Autenticidade tem a ver com o caminho que você escolhe, com o seu core business. Online e offline.

2. CONECTIVIDADE

– Encontre sua audiência no lugar certo, no momento certo, quando as pessoas estão receptivas à sua mensagem.
– Localize os formadores de opinião/influenciadores. Podem ser blogueiros, jornalistas, consumidores com muitos seguidores.
– Pense em como colocar o seu produto nas mãos dos consumidores, para que eles possam experimentá-lo de alguma maneira.
– Identifique pontos de interseção ao longo do dia, quando, na rotina diária, os consumidores estão mais disponíveis para interagir nas mídias sociais e, especificamente, interagir com ações relacionadas ao seu produto?

3. UTILIDADE

Ofereça seu conhecimento. Não fale necessariamente sobre a sua marca. Conselhos grátis são sempre apreciados. Se você ou a sua empresa forem vistos como alguém que contribui com os outros, há mais chance de ser bem visto e de que falem de você. E, principalmente, há mais chance de que a sua marca seja a primeira a ser lembrada no momento da compra.

Com as mídias sociais, ficou mais fácil interagir, compartilhar opiniões, fornecer informações úteis, ouvir necessidades. Por exemplo: um corretor de seguros pode oferecer dicas sobre como baratear o seguro do carro. Um fabricante de remédios para dor de cabeça pode participar de fóruns que discutem soluções para dores crônicas e compartilhar pesquisas.

E uma rede de varejo pode orientar os consumidores a fazer boas compras e com isso não estourar o orçamento doméstico.

Texto extraído de http://www.digitalmarkketing.com/2011/04/13/como-o-varejo-pode-usar-as-midias-sociais-em-seu-favor/#.T6kZ5IGfi-2