09 maioDia das mães aquece varejo e e-commerce no Brasil

Escrito por Paula Furlan, do Portal No Varejo

O Dia das Mães é a segunda data mais importante para o comércio brasileiro. De acordo com levantamento realizado pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), o crescimento do comércio nas compras para o dia 13 de maio é de 8% a 10% para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A diminuição nas taxas de juros cobradas pelos bancos também é um dos motivadores para o período. O Índice Nacional de Confiança do Consumidor (INEC), divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que o consumidor brasileiro planeja gastar mais nos próximos meses.

Em comparação a março, o indicador de compras de bens de maior valor avançou 1,5%. “O vendedor profissional precisa estar atento à movimentação do mercado e criar estratégias para envolver o cliente durante o processo de compra, ajudando-o a satisfazer necessidades não atendidas. O cliente deverá sentir que está investindo algo que lhe trará benefícios”, define Carlos Cruz, diretor do IBVendas (Instituto Brasileiro de Vendas).

Segundo informações do Serasa Experian, 56% dos lojistas apostam que seu faturamento crescerá em relação a  2011; no ano passado, essa parcela era de 59%. Para a data deste ano, 35% dos entrevistados avaliam que seu faturamento ficará estável e para 9% cairá.

Olhando também para o mercado on-line, uma projeção realizada pela consultoria e-bit apontou que as vendas devem aumentar 25% em relação a 2011. O faturamento no período deverá chegar a R$ 950 milhões. Em 2011, a data movimentou R$ 760 milhões. “A internet é sinônimo de velocidade, em todas as áreas, e no comércio isso é vital para os negócios de uma empresa. Assim, quem aposta em cursos de capacitação, consegue desenvolver habilidades para simplificar o processo e transformar seus produtos e serviços em soluções únicas mesmo que fazendo parte de um universo tão grande quanto a web”, conta o diretor do IBVendas.

Pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) no período de 16 a 26 de abril com 400 consumidores da capital mineira, apontou que o ticket médio para o Dia das Mães não deve ultrapassar os R$ 100 de acordo com 74,44% dos entrevistados, já que 43,86% responderam que gastarão entre R$ 50,01 e R$ 100 e 30,58% desembolsarão até R$ 50 com o presente. Em seguida estão 15,79% dos consumidores que escolherão presentes no valor entre R$ 100,01 e R$ 250 e 6,02% apontaram que desembolsarão entre R$ 250,01 e R$ 500 para presentear. Apenas 3,76% dos entrevistados afirmaram que comprarão presentes com valores acima de R$ 500.

Para Carlos Cruz, os comerciantes precisam se preparar para acompanhar o crescimento do mercado. “O Brasil vive um momento de otimismo e é preciso aproveitar isso de todas as formas. Uma saída, por exemplo, é elevar o ticket médio, oferecendo um maior número de produtos em cada negociação”, explica.

Texto extraído de http://www.portalnovarejo.com.br/destaque/destaques/dia-das-m-es-aquece-varejo-e-e-commerce-no-brasil