17 abrDia das Mães terá vendas abaixo do esperado, aponta Fecomercio

Escrito por Joana Cunha, da Folha de São Paulo

Depois da Páscoa, que registrou vendas decepcionantes, o comércio espera um Dia das Mães também morno.

Eletrônicos e eletrodomésticos, que nos anos de ascensão da classe média figuraram entre os presentes preferidas, podem ter desempenho desanimador desta vez.

A estimativa para a venda de perfumes, outro best seller da data, não é das melhores. Nem as flores, opção de última hora, parecem boa alternativa neste ano, segundo análise da FecomercioSP.

“Essas datas são relevantes para o comércio, mas nossa primeira data comemorativa, a Páscoa, teve resultado frustrante”, diz o assessor econômico da FecomercioSP, Vitor França, citando a queda de 0,3% nas vendas da Páscoa ante 2014, conforme dados da Boa Vista SCPC.

“O consumidor vai evitar se endividar para comprar presente. Deve optar por um pagamento à vista, sem crediário, sem juros. Por isso, provavelmente, eletrodomésticos e eletroeletrônicos não devem aparecer entre os mais vendidos”, diz o economista.

O índice de intenção de consumo das famílias, medido pela entidade, atingiu 105,7 pontos no mês passado, o nível mais baixo da série histórica iniciada em 2010.

O indicador da FecomercioSP relativo à compra de bens duráveis chegou aos 82,3 pontos e permanece inferior a 100 há 11 meses.

Inflação, juros altos, incertezas no mercado de trabalho, redução no crédito e anúncios de medidas recessivas são fatores que devem interferir na escolha do presente, explica França.

Procurada para comentar sobre suas expectativas para o Dia das Mães, a Eletros (associação dos fabricantes de produtos eletroeletrônicos) não quis se manifestar.

Texto extraído de: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1617358-dia-das-maes-deve-seguir-pascoa-e-ter-vendas-fracas-diz-fecomercio.shtml