17 marEmpreendedor fatura R$1 milhão com fast-food de pratos refinados

Por Rennan A. Julio, da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Criado pelo empreendedor Flávio Frenkel, o restaurante Anis Presto oferece pratos complexos na tradicional bandeja

Quem decide abrir um negócio sabe que não é fácil deixar uma profissão estável para empreender. Mas foi isso que Flávio Frenkel, fundador da Anis Gastronomia, decidiu fazer 22 anos atrás. O curitibano trocou sua carreira na publicidade para estudar gastronomia fora do país. “Tive que entrar pela porta dos fundos, lavando muita louça”, diz.

Trabalhou em diversos restaurantes nos Estados Unidos até abrir o seu próprio no Brasil. Faliu logo de cara. “Brinco que a faculdade foi nos EUA e a pós-graduação foi empreender no nosso país.” Mas Flávio não desistiu. Depois disso, criou a Anis Gastronomia, uma empresa de catering para festas e casamentos. Em 2016, lançou o restaurante Anis Presto, um fast-food “gourmet” que oferece um cardápio mais complexo a preços acessíveis. Em um ano, faturou R$ 1 milhão.

Descobrindo seu negócio

Antes de investir no novo modelo, Frenkel trilhou um caminho mais tradicional. Lançou o restaurante Anis Gastronomia em Curitiba, sua cidade natal, e começou a ser convidado para participar de eventos corporativos na capital paranaense. “Percebi que faturava mais com os eventos do que o restaurante. Decidi me especializar nisso”, afirma. Com o tempo, o serviço começou a fazer sucesso. Hoje, recebe pedidos de todo o Brasil.

No ano passado, decidiu inovar dentro do próprio negócio. “Sempre gostei de estudar o mercado gastronômico. Não só dentro da cozinha, mas também como negócio.” Frenkel afirma que, após notar o alto investimento envolvido no mercado de fast-foods no país e no mundo, trabalhou para desenvolver um negócio do tipo. “A ideia surgiu no início de 2015 e só conseguimos tirá-la do papel em outubro do mesmo ano”, afirma.

O chef aproveitou toda a estrutura do Anis Gastronomia para desenvolver seu projeto. Investiu R$ 230 mil no ponto e iniciou sua operação. A empresa oferece 104 produtos, entre eles massas, molhos, saladas e embutidos, todos feitos artesanalmente. A casa vende pratos como tagliatelle ao ragú de coelho por R$29,90 e boeuf bourguignon com de purê de batata e cebolas caramelizadas por R$ 39,90.

O diferencial é que os pratos são oferecidos aos clientes no modelo de fast-food, com fila para o caixa e entrega na bandeja. “Oferecemos massas frescas e produtos de alta qualidade em menos de 15 minutos.”

O ticket-médio da casa é de R$ 37 e, assim como nas mais tradicionais redes de fast-food, o cliente também tem a opção de levar essas refeições para viagem. Desde a sua criação, a empresa faturou R$ 1 milhão. Em média, são vendidos 2100 produtos por mês. Para 2017, o empreendedor conta que deve adicionar opções veganas ao cardápio e espera ainda este ano abrir sua segunda loja.

Texto extraído de: http://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Alimentacao/noticia/2017/03/empreendedor-fatura-r-1-milhao-com-fast-food-de-comida-chique.html