24 marEmpreendedora investe em vending machine com buquês de flores

Escrito por Priscila Zuini e Isabela Moreira

A artista plástica Fatima Casarini tem prática em encontrar alternativas para seus problemas. Após a falência de sua confecção no início da década de 90, a paulistana investiu em um curso de arte floral e começou a fazer arranjos e buquês em casa. Com o passar dos anos, o negócio foi se expandindo, ganhou um espaço próprio e passou a atender casamentos, eventos e jantares.

Com o boom da internet, no fim dos anos 90, a empreendedora teve a ideia de apostar na web. Foi assim que nasceu a Flores Online, uma espécie de floricultura virtual. Em 2012, a maior parte das ações do negócio foi vendida para a BR Opportunities e para empresa americana 1-800-flowers.com.

Isso fez com que Fatima voltasse a focar seu trabalho em eventos, mas ela não parava de ter novas ideias de empreitadas para realizar no mundo dos negócios. Uma delas era a de vender flores em um carro, que pararia em frente a mercados, escolas e outros estabelecimentos. O projeto, no entanto, foi considerado inviável pela prefeitura da cidade de São Paulo.

Logo em seguida, a empreendedora e seu irmão e sócio, Antônio Madaleno, tiveram a ideia de vender flores em vending machines, máquinas automáticas geralmente utilizadas para venda de refrigerantes ou salgadinhos em locais específicos.

Os irmãos fizeram um investimento inicial de cerca de R$ 1 milhão, que envolve o custo das máquinas italianas que adquiriram e os gastos na adaptação delas para que pudessem comercializar os buquês de flores sem estragá-los.

Foi assim que teve início, em novembro de 2013, a Ramo Urbano. Atualmente, cinco máquinas da empresa estão instaladas na cidade de São Paulo. O Aeroporto de Guarulhos e o Shopping Higienópolis são alguns dos pontos nos quais elas podem ser encontradas.

“Cada máquina conta com seis opções de buquês para diferentes ocasiões. Eles são feitos de flores como alstroemérias, rosas, tulipas, frésias e gérberas”, afirma Fatima. Os preços variam entre R$ 26 e R$ 48. Segundo a empreendedora, cada máquina vende por volta de 20 buquês por dia e a procura aumenta consideravelmente durante os fins de semana.

Fatima pretende esperar uma melhora no cenário econômico do país para expandir a Ramo Urbano. Além disso, ela continua prestando serviços para casamentos, festas, restaurantes e hotéis.

Texto extraído de: http://revistapegn.globo.com/Mulheres-empreendedoras/noticia/2015/03/empreendedora-vende-buques-de-flores-em-maquinas.html