26 fevFaturamento no ecommerce deve crescer 8% este ano

Por Danilo Barba, do Portal NO Varejo

ecommerce

Tíquete médio deve seguir tendência de alta, aponta relatório WebShoppers

A E-bit/Buscapé prevê que o movimento de migração das vendas para o meio digital deve continuar este ano. A estimativa é de que o faturamento do comércio eletrônico tenha um crescimento nominal de 8%, atingindo um total de R$ 44,6 bilhões, em 2016. Os dados são do 33ª edição do WebShoppers, divulgado nesta quarta-feira (24).

A pesquisa, que detalhou os resultados de 2015 e apontou as expectativas para 2016, revelou um crescimento de R$ 5,5 bilhões em vendas, no ano de 2015, valor maior que a previsão para 2016, em que estima-se um acréscimo de R$ 2,3 bilhões em vendas.

“Diante de um quadro de instabilidade política, inflação alta, taxas de juros elevadas, escassez de crédito, aumento do desemprego e consequente conservadorismo dos consumidores, o varejo brasileiro deve repetir o fraco desempenho do ano passado e registrar nova queda das vendas este ano. Por outro lado, o e-commerce deve apresentar crescimento, como ocorreu em 2015”, afirmou no documento Vitor Augusto Meira França, economista da Fecomercio-SP.

Segundo o estudo, assim como em 2015, parte do crescimento do faturamento no e-commerce deverá ser impulsionado pelo aumento de preços e, também, pela maior participação das vendas de categorias como eletrodomésticos e smartphones.

A estimativa é que o tíquete médio registre um acréscimo de 8%, em 2016, atingindo o valor mé- dio anual de R$ 419. Para 2016, a E-bit/Buscapé estima que o número de pedidos deva se manter praticamente o mesmo.

Texto extraído de: http://www.portalnovarejo.com.br/index.php/estrategia/item/15509-e-commerce-deve-faturar-8-a-mais-em-2016