10 abrGiraffas vai vender franquias nos Estados Unidos

Escrito por Adriana Matos, do Valor Econômico

giraffas

A rede de restaurantes Giraffas, com cerca de 400 unidades no país, vai vender franquias nos Estados Unidos. Devem ser negociados acordos com franqueados inicialmente na costa leste dos Estados Unidos – em cidades que podem ser Nova York, Washington, Boston e Filadélfia.

Com dez unidades próprias naquele país desde 2011, a marca deve fechar este ano com 14 pontos na Flórida (de investidores e sócios que fundaram o grupo). A ideia é se desfazer desses pontos para franqueados locais. A expectativa é assinar os primeiros contratos com investidores nos EUA a partir do segundo semestre, para que as inaugurações ocorram em 2015.

A rede planeja atingir 200 restaurantes no mercado americano em cinco a seis anos, diz João Barbosa, presidente do Giraffas nos EUA. A operação deve responder por um quarto das vendas totais em 2020. Hoje representa cerca de 4% de uma receita de R$ 768 milhões em 2013 – alta nominal de 12% sobre o ano anterior (avanço real de 6%, descontada a inflação).

“A ideia inicial é buscar franqueados locais, com conhecimento do mercado americano. Melhor ainda se já conhecerem o setor de alimentação nos Estados Unidos”, disse o executivo. “Brasileiros nos ligam toda a semana, especialmente aqueles que tem vindo morar aqui e querem abrir um negócio em Miami. Não descartamos a hipótese de ter franqueados brasileiros, mas preferimos investidores locais que possam abrir vários restaurantes porque ganhamos escala mais rapidamente”, afirmou Barbosa por telefone, dos EUA.

O projeto prevê franquias em pelos menos duas praças na costa leste, Washington e uma segunda cidade, que pode ser Nova York, Boston ou Filadélfia, por exemplo. Depois a rede partirá em direção ao centro do país, com Texas e Chicago como potenciais alvos. “Estimamos um investimento médio de US$ 650 mil por franquia, mas com escala maior o valor cai”, diz Barbosa. Uma franquia da rede no Brasil, em shopping, gira entre R$ 600 mil e R$ 900 mil (sem incluir o ponto comercial).

A intenção de vender as lojas próprias nos EUA segue um planejamento definido anos atrás. “Queríamos começar o negócio com nossos próprios recursos, e não fazer testes com dinheiro dos outros. Agora estamos seguros para abrir para franqueados. E podemos nos desfazer dos pontos próprios para interessados”. Cerca de 30% dos clientes dos restaurantes nos EUA são americanos e o restante, latinos, incluindo brasileiros.

A receita bruta nos EUA cresceu pouco mais de 100% em 2013, ao se incluir as inaugurações. Ao se considerar as “mesmas lojas” (unidades existentes em 2012 e 2013) a alta variou de 10% a 15%. Descontada a inflação, o crescimento real lá foi de 8,5% a 13,5%.

Sinais de recuperação da economia americana não foram determinantes para o projeto. “Quando a crise americana aconteceu, em 2008, estávamos atrás de pontos em Miami e o imóvel que antes nos ofereciam por certo valor, no dia seguinte ao ápice da crise, já custava bem menos. Isso viabilizou o projeto nos Estados Unidos”, afirma Barbosa, ao ressaltar que já houve certa recuperação no preços dos imóveis no último ano.

O grupo Giraffas foi criado em 1981 em Brasília por Carlos Guerra, acionista e atual presidente do conselho de administração, com dois filhos, Ricardo e Alexandre, na direção executiva. Sócios e outros investidores do grupo, cujos nomes não são revelados, controlam os pontos nos EUA e investiram até hoje US$ 15 milhões naquele país.

Devem ser comercializados pratos já vendidos nas atuais unidades americanas, como arroz e feijão, massas e sanduíches, em pontos com ambientes um pouco mais sofisticados no formato “fast casual”. Os preços em Miami variam de US$ 10 a US$ 30 (R$ 22 a R$ 65).

No Brasil, o Giraffas tem mais de 70% dos pontos nas praças de alimentação de shoppings, enquanto nos EUA existem apenas em lojas de rua. A primeira unidade em shopping no mercado americano será aberta na cidade de Tampa, Flórida, nos próximos meses.

Texto extraído de: http://www.valor.com.br/empresas/3511916/giraffas-vai-vender-franquias-nos-eua#ixzz2yWArthOa

Post marcado com , , , ,