02 marLet’s Eat mistura hamburgueria com culinária mexicana e foca em expansão

Escrito por Adriano Lira, da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Hambúrguer da Let's Eat (Foto: Divulgação)

Comida mexicana não é uma novidade no país. Nas capitais brasileiras sempre existem estabelecimentos especializados nesta culinária.  Lugares para comer hambúrguer, nem se fala – há milhares deles por aí. O que muita gente não sabe é que há uma empresa que vende tanto sanduíches quanto burritos: o Let’s Eat. A meta da franquia, que hoje tem seis unidades, é abrir mais 10 operações neste ano.

O criador do Let’s Eat é o paulista Marcos Nunes. Ele diz que tem uma relação com o mercado de alimentação desde cedo. Cresceu vendo a mãe fazer salgadinhos e vendê-los para fora. Em 1998, Nunes foi passar um ano nos Estados Unidos. Lá, trabalhou em alguns restaurantes. Entre 1999 e 2002, ficou no Brasil e se formou em administração. Naquela época, ele já pensava em ter o próprio negócio, mas preferiu ganhar um pouco mais de experiência e foi para a Inglaterra. Ficou, mais uma vez, trabalhando em restaurantes e lanchonetes.

Quando voltou para seu país, Nunes concluiu que tinha o conhecimento necessário para criar sua própria empresa. Na hora de pensar no conceito do seu negócio, optou por uma hamburgueria, mas incluiu alguns pratos mexicanos no cardápio. Em dezembro de 2010, foi inaugurada, em Itu (SP), a primeira unidade do Let’s Eat. Conforme o tempo foi passando – e a aceitação do público foi aumentando – mais itens da culinária mexicana foram adicionados.

Segundo Nunes, sempre houve o plano de transformar o Let’s Eat em uma franquia. A criação do nome da empresa, inclusive, deu bastante trabalho. “Queria um nome que fosse bastante ‘franqueável'”, diz. Em 2014, começou a expansão da rede pelo franchising e foram abertas outras cinco unidades: quatro em cidades paulistas (Campinas, Indaiatuba, Piracicaba e São Paulo) e uma em Aracaju (SE).

O preço dos hambúrgueres do Let’s Eat variam entre R$ 18,20 e R$ 29,80, já com batata frita inclusa. Quanto à comida mexicana, a opção mais barata custa R$ 20,80; a mais cara, R$ 40,80. Além disso, os restaurantes ainda vendem cachorros-quentes, porções, grelhados e sobremesas.

A meta do Let’s Eat é abrir mais 10 restaurantes em 2015. O foco da franquia está em cidades do interior, com população entre 150 mil e 500 mil habitantes. “Também colocamos o Nordeste no nosso alvo. A região tem um enorme potencial de crescimento”, afirma Nunes.

Para abrir uma unidade do Let’s Eat, deve-se desembolsar R$ 500 mil, em média. O prazo de retorno médio do investimento é de 24 meses, mas há franqueados que conseguiram o capital inicial de volta em 10 meses.

Texto extraído de: http://revistapegn.globo.com/Franquias/noticia/2015/02/franquia-mistura-hamburgueria-e-culinaria-mexicana.html