09 novMercado de marcas próprias ganha mais espaço

Escrito pela redação da CM No Varejo

De acordo com pesquisa divulgada recentemente pela Nielsen, o mercado de marcas próprias vem conquistando mais espaço na lista de compras dos brasileiros. No primeiro quadrimestre deste ano, este segmento registrou aumento de 14,7% em comparação com o mesmo período de 2010, o que significa uma participação de 4,6% nas receitas com vendas do setor varejista.

 

“Este desempenho é reflexo, por exemplo, da confiança do consumidor e do reconhecimento destas marcas, que trazem os mesmos atributos dos produtos de referência. Além disso, este resultado é fruto de um trabalho integrado de gestão no ponto de venda”, explica Dorival Kulicheski, gerente da área de inteligência de mercado da ALLIS, empresa especializada no desenvolvimento de soluções para pessoas e serviços. “É crucial para estas marcas terem processos estruturados que levem em conta a exposição, reposição, monitoramento de aceitação e precificação, entre outros fatores”, complementa.

Por conta disso, ele ressalta o que sua empresa costuma fazer para obter estes resultados. Entre as medidas estão o mapeamento de qualquer mercado, inclusive o de marcas próprias; o desenvolvimento de um projeto de gestão integrada ao trade, envolvendo desde a estruturação de uma equipe especializada para trabalhar a marca no ponto de venda e o acompanhamento de sua jornada para avaliar a efetividade do trabalho, até o monitoramento diário destes produtos no mercado.

“Com o trabalho de gestão integral do trade é possível conquistar ótimos resultados. Prova disso é o aumento de 29% nos pontos extras de 40 produtos de uma marca exclusiva, monitorada e avaliada pela ALLIS”, completa Kulicheski. O objetivo deste monitoramento é maximizar as vendas e gerar mais competitividade aos produtos disponibilizados no ponto de venda.
Texto extraído de http://www.cmnovarejo.com.br/inovacao/tendencias/2011-mercado-de-marcas-proprias-ganha-espaco-na-lista-dos-consumidores