22 abrNovo shopping na Avenida Paulista tem inauguração adiada

Escrito por Joana Cunha e Ricardo Gallo, da Folha de São Paulo

(Foto: Joel Silva/Folhapress)

Por falta de Habite-se, a inauguração do shopping cidade São Paulo, novo empreendimento comercial da CCP (Cyrela Commercial Properties), prevista para quinta (23), foi postergada.

O projeto, que recebeu investimentos de cerca de R$500 milhões e abrange, além do shopping, uma torre de escritórios, está localizado na Avenida Paulista, no terreno que abrigava o antigo casarão da família Matarazzo.

Na quinta-feira (16), quando já começava a divulgar a abertura do shopping, a companhia enviou um comunicado aos lojistas avisando sobre o atraso.

“Enfatizamos que esta mudança está sendo feita por motivo de força maior e em razão de fatores alheios à nossa vontade”, informa o comunicado, que responsabiliza a prefeitura pelo atraso.

O comunicado, obtido pela Folha, atualiza a previsão de inauguração para a próxima quarta-feira (29), mas a condiciona à liberação do Habite-se até o dia 24.

Procurada, a CCP não quis entrar em detalhes sobre o motivo do atraso no Habite-se nem conceder entrevista sobre as perspectivas para o novo negócio.

Por meio de sua assessoria de imprensa, ressaltou que o dia 29 não é “algo definitivo, mas uma previsão”.

A prefeitura afirmou que não poderia verificar o andamento da concessão do Habite-se porque houve ponto facultativo nesta segunda-feira (20), em razão do feriado de Tiradentes, na terça (21).

Em comunicado divulgado ao mercado em 2013, a CCP estimava inaugurar o empreendimento no final de 2014. O folder de apresentação do projeto a investidores no site do shopping ainda não atualizou a data.

Na avaliação de Alberto Serretino, sócio da consultoria especializada Varese Retail, para os lojistas o principal impacto do atraso é a perda das vendas que antecedem o Dia das Mães, uma das datas mais importantes para o comércio.

“Em situações de atraso, as companhias proprietárias dos shoppings costumam compensar as lojas com abatimento no aluguel. Mas, neste caso, a questão é a venda perdida antes do Dia das Mães. Essa elas não recuperam”, diz Serrentino.

Texto extraído de: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1619140-falta-de-habite-se-adia-abertura-de-novo-shopping-na-av-paulista.shtml