07 maioOutback aposta no mercado brasileiro e acelera expansão

Escrito pela Redação da Bloomberg

outback

A rede de restaurantes Outback Steakhouse está apostando no Brasil. Apesar dos problemas econômicos por que passa o país, a Bloomin’ Brands, mantenedora da Outback, acelera seu crescimento no Brasil, na tentativa de capitalizar os lucros gerados pela classe média em ascensão. Além de seus 64 restaurantes Outback no Brasil, a Bloomin’ abriu recentemente dois restaurantes temáticos italianos Abbraccio e pretende inaugurar uma churrascaria Fleming’s no país no ano que vem.

“O Brasil é um tremendo mercado para o ‘casua dining’”, diz Liz Smith, principal executiva da empresa, sediada em Tampa, na Flórida, usando a expressão em inglês para o gênero de restaurante que serve comida de preço moderado em ambiente descontraído. “É a nossa maior oportunidade de crescimento fora dos EUA”.

No Brasil, o Outback vende o aperitivo que é a sua marca registrada, a cebola empanada frita, além de skirt steak (fraldinha), massas e camarão ao molho picante. A classe média em expansão quer “se diplomar numa experiência de ‘casual dining’”, disse ela. “Há muita demanda reprimida”.

A empresa empenhou-se em crescer no exterior num momento em que os restaurantes americanos com serviço de mesa enfrentam mais concorrênia da parte de redes “fast casual”, com comida de melhor qualidade e instalações mais sofisticadas que as das lanchonetes de “fast-food”. A Blooming’ disse ontem que as vendas nos EUA, em termos de mesmas lojas, subiram 3,6% no primeiro trimestre, expansão inferior aos 4,1% estimados pelos analistas, segundo a empresa de pesquisa Consensus Metrix.

O Brasil é visto como um mercado de risco para muitas empresas. A Bloomin’ abriu seu primeiro restaurante Outback no país em 1997 e pretende chegar a cem lojas, disse Liz.

Texto extraído de: http://www.valor.com.br/empresas/4036496/outback-acelera-expansao-no-pais