20 agoPaleterias conquistam espaço no mercado premium de sorvetes

Escrito por Erica Ribeiro, do Brasil Econômico

los paleteros

Depois da febre das redes de frozen iogurt, o candidato a assumir o posto neste verão é a paleteria, loja que oferece a paleta — típico picolé mexicano feito com frutas e muito recheio. Voltadas para o mercado premium, as paleterias terão como concorrentes diretos marcas como a Diletto e a Gelateria Parmalat. O preço médio de uma paleta varia de R$ 6 a R$ 8 a unidade.

A Los Paleteros, do Paraná, é uma das empresas que vem crescendo sua participação no mercado. A marca tem 42 unidades em funcionamento com um ano e meio de atividade. O objetivo é fechar 2014 com 60 lojas e faturamento de R$ 55 milhões. Sócio fundador, Gean Chu, que até então trabalhava na área de tecnologia, resolveu investir nesse mercado, com foco em produtos naturais. O público alvo da Los Paleteros é o consumidor dos 16 aos 35 anos. Chu diz que, passada a barreira inicial de compreensão do cliente sobre o que é uma paleta, o trabalho ficou mais fácil.

Na região Nordeste, quem domina as paletas é a Helado Monterrey. Fundada em setembro de 2013, a Helado Monterrey obteve bons resultados nos últimos meses. No primeiro semestre deste ano vendeu 1 milhão de picolés e a expectativa é fechar 2014, com cerca de 5 milhões de paletas vendidas. A média de preço é de R$ 6 a R$ 8, dependendo do tipo do picolé, e o faturamento mensal é de R$ 1,5 milhão. Hoje, a Helado tem mais de quatro mil interessados na franquia e 500 são candidatos potenciais já cadastrados. A empresa fabrica mais de 80 mil paletas por dia.“Agora que estamos consolidados no Nordeste, queremos expandir nosso negócio para outros estados ”, diz Pablo Rocha, fundador da marca.

Texto completo presente em: http://brasileconomico.ig.com.br/negocios/2014-08-18/paleterias-ganham-espaco-no-mercado-premium-de-sorvetes.html