04 agoPuma revitaliza marca e tem aumento de 10% nas vendas no Brasil

Via Valor Econômico

A Puma, companhia alemã especializada em artigos esportivos, colhe neste ano os resultados do reforço feito no varejo para revitalizar a marca no país. A companhia dobrou o número de lojas que recebem produtos da marca Puma e ampliou a oferta de produtos disponíveis. Como resultado, fechou a primeira metade do ano com crescimento superior a 10% nas vendas no Brasil, de acordo com Fabio Espejo, presidente da Puma no Brasil.

“No ano passado, a Puma cresceu mais de dois dígitos no país e a previsão é fechar o ano de 2017 com o dobro do crescimento alcançado em 2016”, afirmou Espejo. A Puma não divulga informações financeiras por país de atuação.

Globalmente, a empresa registrou crescimento de 18% na receita líquida de vendas, para € 1,97 bilhão, e aumento de 167% no lucro líquido, para € 72 milhões – resultado associado a vendas fortes nas categorias de tênis e de produtos femininos, com crescimento de dois dígitos em todos os continentes. Na região Américas, que inclui o Brasil, a receita avançou 16,1%, para € 701,1 milhões.

Nos últimos 12 meses, a Puma ampliou a distribuição da sua marca no Brasil de 1 mil para 2 mil lojas, incluindo varejistas especializadas como Centauro, Bayard, Netshoes, Paquetá, Velocità e Guadalupe. Espejo disse que a Puma também ampliou as linhas de produtos disponíveis no país, fazendo lançamentos simultâneos no Brasil e na Europa. Em anos anteriores, os lançamentos levavam em torno de seis meses para chegar ao Brasil. O executivo acrescentou que parte dos produtos são fabricados localmente por empresas terceirizadas, mas não deu mais detalhes.

No ano passado, a Puma também voltou a ter uma operação de comércio eletrônico e abriu duas lojas próprias, chegando a quatro unidades em operação. As vendas nas lojas próprias, segundo Espejo, cresceram acima de 30% no primeiro semestre e as vendas no comércio eletrônico dobraram de tamanho.

“A situação econômica no Brasil continua desafiadora, mas a Puma vai continuar crescendo independentemente desse cenário. O Brasil tem um potencial econômico muito forte. Este momento vai passar e vamos estar preparados para aproveitar um melhor momento”, afirmou Espejo.

A consultoria Iemi Inteligência de Mercado estima que o mercado de moda esportiva no Brasil neste ano vai crescer 1,7% em volume, para 755,6 milhões de peças vendidas e 7,4% em receita nominal, para R$ 12,29 bilhões.

Texto extraído de: http://www.valor.com.br/empresas/5065526/puma-amplia-distribuicao-e-portfolio-no-pais

Post marcado com , , , , , ,