09 fevRenner prevê abertura de 60 lojas novas este ano

Escrito por Cibelle Bouças, do Valor Econômico

Renner

A Lojas Renner divulgou nessa quinta-feira os resultados do quarto trimestre de 2015, mostrando mais uma vez um desempenho acima da média do varejo de vestuário. Para 2016, a companhia prevê abrir 60 lojas, ante  49 unidades no ano passado, aproveitando a vacância em shopping centers para lojas de médio porte.

O avanço será feito principalmente com a rede de moda jovam Youcom, formada por lojas de 120 a 150 metros quadrados, com custo inferior ao das lojas de departamento Renner. “A rede Youcom teve um bom ano, teve expansão da margem bruta de lucro. A meta é abrir 20 unidades neste ano”, afirmou Laurence Gomes, diretor financeiro e de relações com investidores da renner. Em 2015, a Youcom teve receita líquida de R$41,7 milhões e margem bruta de 58,5%.

A Renner também prevê abrir 25 unidades da Renner e 15 lojas da Camicado. Em 2015, a varejista abriu 12 unidades da Youcom, chegando a 27 unidades. No caso da Renner, foram abertas 27 lojas, chegando a 275 unidades. A companhia também abriu 10 unidades da Camicado, somando 68 lojas.

Gomes confirmou que a Renner fará investimentos de R$550 milhões neste ano, 3,7% menos do que em 2015, quando os aportes somaram R$571,4 milhões. Esse valor incluiu gastos com o prédio da administração central e investimentos em logística.

Gomes disse que a Renner deve concluir no segundo semestre a implantação do sistema “push-pull” nos centros de distribuição, que permite a distribuição de produtos de acordo com a demanda específica de cada loja. Ele acrescenteu que a varejista feechou o ano passado com crescimento de 1,7% nos estoques. “Esse foi um ponto positivo, que reforça nossos diferenciais competitivos”, disse.

A Renner não divulgou projeções para o ano. O executivo disse que a varejista trabalha com expectativa de aumento nas vendas neste ano em “ritmo moderado”.

Gomes considera que, mesmo com o cenário de retração no setor de vestuário, a companhia tem condições de ganhar participação de mercado. Ele observou que a companhia obteve lucro pela primeira vez com a Camicado, após mudanças no mix de produtos da rede. A empresa também obteve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no negócio de comércio eletrônico. “Foi um ano muito bom para a companhia”, disse Gomes.

Em 2015, a Renner registrou crescimento de 17,4% na receita líquida, para R$5,45 bilhões. As vendas em mesmas lojas aumentaram 10,8% no ano. O lucro líquido no ano foi de R$578,8 milhões, com crescimento de 22,4% sobre 2014.

Um dos pontos de preocupação de analistas era o nível de inadimplência das varejistas. A Renner fechou 2015 com índice de inadimplência de 12,8% para o Cartão Renner, ante 12% em 2014. Gomes disse que, embora tenha aumentado, o inível de inadimplência está em linha com a média histórica para a companhia. “Estamos aprimorando os processos de cobrança e recuperação e adotamos políticas mais restritivas de crédito”, disse Gomes.

No quatro trimestre, a varejista reportou lucro líquido de R$251,5 milhões, o que representou um aumento de 15% ante igual período de 2014. A receita líquida operacional da Renner aumentou 10%, para R$1,837 bilhão. As vendas no conceito mesmas lojas (unidades abertas há mais de 12 meses) tiveram um avanço de 4,%. O indicador apresentou forte desaceleração em comparação ao terceiro trimestre de 2015, quando as vendas haviam crescido 12,6%.

As despesas operacionais aumentaram 13,3%, para R$529,6 milhões. O Ebitda ajustado no varejo cresceu 7%, para R$453,2 milhões. O Ebitda ajustado total, incluindo resultado de produtos financeiros, foi de R$491,7 milhões, com alta de 5,6%.

Texto extraído de: http://www.valor.com.br/empresas/4425392/renner-planeja-ampliar-abertura-de-lojas-no-ano