27 janTecnologia permite identificar cliente em loja e sugerir produtos

Escrito por Filipe Oliveira, da Folha de São Paulo

 

 

interactivity

Sem investir milhões de reais, já é possível usar as imagens das câmeras de segurança de uma loja para mapear as áreas em que os consumidores mais entram, enviar propagandas para os celulares deles e deixar que eles paguem as contas sozinhos.

Essas inovações, em muitos casos trazidas por startups (empresas iniciantes em tecnologia), podem ajudar o varejista a melhorar a experiência de compra dentro de sua loja e permitir que o espao físico se aproxime da compra virtual.

A necessidade de oferecer uma boa experiência ao cliente e dar um atendimento personalizado se torna cada vez mais urgente, na medida em que o consumidor tem acesso a cada vez mais tecnologias e informações, diz Thiago Mei.

“É preciso encantar o cliente para diminuir a importância que o preço tem na hora da compra”, diz.

Entre as tecnologias que tem se tornado mais acessíveis, estão o RFID (identificação por rádio-frequência) que permite, a partir de etiquetas inteligentes (equipadas com um chip), a implantação de serviços como computadores dentro de provadores que indicam outras peças para o cliente.

A tecnologia tende a se tornar cada vez mais acessível devido à redução do preço das etiquetas, diz Carlo Pegorelli, gerente comercial da Vip-Systems, especializada nesse tipo de tecnologia. “Cada etiqueta já custou R$2 e, agora, são vendidas por cerca de R$0,50”.

O monitoramento do fluxo de clientes dentro da loja e sua transformação em mapas de calor pode ser feito com custo a partir de R$250 ao mês, no caso do serviço da GeekSys.

Tecnologias como essa, segundo avaliação de Gustavo Carrer, podem tornar a empresa mais lucrativa, dependendo do modo como o lojista usa as informações que obtém para identificar as áreas de maior frequência para posicionar produtos com maiores margens, por exemplo.

Texto completo: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/01/1575995-novas-tecnologias-identificam-clientes-em-lojas-e-sugerem-produtos.shtml