06 maioTemakeria Makis Place planeja expansão nos Estados Unidos

Escrito por Karin Salomão, da Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Após desembarcar em Miami, em setembro, a rede de temakerias Makis Place anunciou a abertura de sua segunda unidade na cidade americana. Com inauguração prevista para julho, a nova loja faz parte de um planejamento de internacionalização iniciado em 2012. Até o final do ano, a empresa pretende abrir mais quatro franquias nos Estados Unidos.

Unidade de Miami da rede de temakeria Makis Place

Para focar na expansão no exterior – resultado de um investimento de US$ 5 milhões -, o fundador Gustavo Toja Frachia, 51 anos, se mudou para Miami no ano passado. Desde então, o empreendedor tem feito algumas mudanças no formato da Makis Place para adaptar a rede ao mercado internacional. Entre os principais ajustes, está a alteração de 25% do cardápio, que passou a incluir itens mais conhecidos pelo público americano.

Sob o ponto de vista operacional, a função do caixa foi substituída pelo serviço de atendimento direto nas mesas. O sistema de pagamento dos funcionários, por sua vez, passou a ser calculado em regime de horas. Para oferecer suporte aos franqueados locais, a rede também prevê a abertura de uma unidade de gestão e uma cozinha central. Atualmente, a loja americana em operação fatura US$ 40 mil mensais.

Quanto custa ter uma franquia Makis Place (Brasil)

Tipo de negócio Franquia de culinária oriental
Data de fundação da empresa 2008
Investimento inicial R$ 250 mil
Taxa de Franquia R$ 50.000,00 + impostos (já incluído no investimento inicial)
Royalties 0 a 6% sobre faturamento bruto
Capital de giro R$ 40 mil
Taxa de publicidade 2% sobre faturamento bruto
Faturamento médio mensal R$ 100 mil
Lucro líquido 25 a 30%
Prazo médio de retorno do investimento 18 meses
Prazo de contrato 60 meses
Regiões de interesse Todo o Brasil, América do Sul, do Norte, Europa e Oceania
Área mínima da unidade 50 m²
Funcionários mínimo de 6 por unidade
Site www.makisplace.com.br
Telefone (11) 3542-8204

Texto extraído de: http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI336863-17180,00.html