19 agoTip Top pretende ganhar espaço no mercado infantil com abertura de lojas maiores

Escrito por Priscila Zuini, da Exame.com

A empresa inaugura sua primeira megaloja e planeja mais 10 unidades ao ano

A empresa inaugura sua primeira megaloja e planeja mais 10 unidades ao ano

Depois de cinco anos no mercado de franquias, a Tip Top, especializada em vestuários para crianças, inaugurou sua primeira megastore. São roupinhas, bichinhos de pelúcia e carrinhos de bebês espalhados em 600 metros quadrados, na zona Sul da capital paulista.

Na contramão do mercado, que procura pontos comerciais menores, a empresa quer entrar na disputa do mercado infantil oferecendo todos os produtos em um mesmo lugar. “Ainda não existe uma marca conhecida nacionalmente que faça isso”, indica Ricardo Marcondes, gerente de expansão da Tip Top.

A ideia é funcionar como uma “loja destino”. “A gente quer uma loja destino, para a mãe sair de casa e encontrar tudo que precisa para resolver a vida lá dentro”, diz.

Segundo ele, a marca investiu 3 milhões de reais na nova loja e pretende incluir o formato nas opções de franquias. “Vamos fazer ajustes para que possa se tornar uma franquia. Ainda não chegamos a um número preciso, mas o que a gente está conseguindo prever é que vai partir de 1 milhão de reais de investimento”, indica.

Depois da consolidação do formato, a empresa pretende levar megalojas a outras cidades. As lojas poderão ter de 300 a 600 metros quadrados e até 4 mil itens para crianças de 0 a 4 anos.

O desafio deve ser encontrar o ponto adequado. “Esse ponto levou 4 meses de busca e mais 3 meses para deixar do jeito que precisava. Esse é um dos grandes empecilhos para quem quer atuar no varejo de rua, mas estamos cientes disso e vamos começar a trabalhar com antecedência”, conta.

Os planos de expansão estimam a abertura de 10 lojas gigantes até o fim do ano que vem e mais 50 nos próximos cinco anos. O formato tradicional da rede tem 40 metros quadrados e investimento inicial de 360 mil reais, com faturamento médio de 80 mil reais.

Além dos produtos, Marcondes conta que a marca quer também ser referência em serviços para mamães. “Dentro da megastore a gente está querendo ter uma prestação de serviço diferente, com treinamento e cursos para mães”, conta. Hoje, a rede tem faturamento anual de 65 milhões de reais.

Texto extraído de: http://exame.abril.com.br/pme/noticias/tip-top-entra-na-briga-pelo-mercado-infantil-com-megaloja