17 dezVendas de pizzaria dobram após a criação de sabores exóticos

Escrito por Gisele Tamamar, do Estadão PME

pizzaria bate-papo 2

Churrasco, frango assado, bife a cavalo, tainha assada e cuscuz. Esses pratos rotineiros nos cardápios de restaurantes foram parar em cima das pizzas vendidas na pizzaria Bate-papo, no Guarujá. A ideia de colocar todo o tipo de comida em cima da pizza foi do dono do estabelecimento, Ricardo dos Santos, como forma de chamar a atenção e aumentar o faturamento. Deu certo.

Santos abriu o negócio há seis anos, quando resolveu transformar o bar em pizzaria. Inicialmente, a empresa vendia pizzas no tamanho tradicional de oito pedaços e 35 centímetros. A ideia de investir em pizzas maiores surgiu por acaso, depois de dois anos. “Quando fui no mercado, achei a embalagem de 45 cm e resolvi montar a pizza gigante. Ela ainda estava em promoção, mais barata que a normal. Depois resolvi montar a de 50 cm”, conta.

Já a ideia de colocar os “ingredientes diferentes” em cima da pizza surgiu há um ano e meio. “A gente já fazia a pizza gigante. Chegou um dia e falei: vou colocar um frango assado no meio dessa pizza. Coloquei, deu divulgação”, conta Santos, que desde então não parou mais de inventar. Ele já colocou em cima da pizza: panetone, mamão, pêssego em calda dentro da lata, melancia e até lagosta.

“Se colocar uma foto de uma pizza normal no Facebook, uma portuguesa com borda recheada quase não chama a atenção, o pessoal não curte. Mas se a gente faz uma coisa diferente, o pessoal curte, comenta. É o que eu precisava: o pessoal curte e divulga a pizzaria”, diz Santos. A página da pizzaria no Facebook tem 33 mil seguidores.

Antes da ação, a média diária de pizzas vendidas ficava entre 50 e 60. Atualmente, as vendas oscilam entre 80 e 120, sendo que pelo menos 40 são do tamanho gigante. A pizza gigante pode levar até cinco recheios e ainda receber o ingrediente inusitado. Mas quem quiser o peixe, a lagosta ou até um bolo em cima da pizza precisa encomendar antes.

“Com a ideia passamos a vender bem mais. O cliente vem aqui procurar a pizza gigante, a pizza diferente. Vem muita gente de fora. O Guarujá é uma cidade turística”, diz Santos. Até agora, entre os sabores inusitados, apenas a de frango e a com bolo foram realmente compradas.

A opção gigante custa a partir de R$ 46,90, mas deve sofrer um reajuste no próximo mês. A opção de frango com borda recheada de farofa custa R$ 25 a mais e toda semana pelo menos uma é vendida. Já a opção com bolo custa cerca de R$ 70 a mais e duas pessoas já compraram a opção. O proprietário aposta no sucesso da pizza com frango assado. Tanto que investiu em uma máquina de assar frango, onde liga nos domingos.

A rotina de Santos e da esposa é puxada no comando do negócio. De dia, o estabelecimento funciona como restaurante e churrascaria. De noite, investe nas pizzas. “Abrimos todos os dias às 8h e fechamos 2h, 3h, depende do movimento. Durmo das 4h às 7h, quando dá. De tarde, quando dá damos uma cochilada. Quando não dá, a gente vai direto”, conta Santos, que tem intenção de abrir uma unidade em Santos.

Mas a nova unidade não é para o curto prazo. “Preciso estabilizar aqui”, afirma. A expansão por franquias não está nos planos. “Duas pessoas já mandaram recado no Facebook perguntando, mas não é minha intenção”.

Texto extraído de: http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,rei-do-marketing-pizzaria-cria-sabores-bizarros-para-se-promover-e-bomba-na-web,4984,0.htm