09 maioVendas no Dia das Mães caem pelo terceiro ano consecutivo

Por Roberta Moraes, do Mundo do Marketing

Consultas para transação a prazo diminuíram 16,40% em comparação a 2015, segundo indicador do SPC Brasil e CNDL. Sem dinheiro e sem emprego, brasileiro não está gastando

(Foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)

Pelo terceiro ano seguido, o varejo sentiu os efeitos da crise na venda do Dia das Mães. O volume de vendas parceladas na semana anterior ao último domingo (entre 1 e 7 de maio) caiu 16,40% em relação ao mesmo período que antecedeu a data comemorativa no ano passado, de acordo com o indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Com o aumento no número de desempregados no país e a queda do poder de compra do brasileiro, o desempenho ruim no comércio já era esperado, como mostrou a reportagem Promoções e queda no tíquete médio marcam o Dia das Mães, publicada pelo Mundo do Marketing. A queda de 2016 se segue a um leve recuo de 0,59% verificado em 2015, demonstrando um forte impacto nas vendas devido à retração do poder de compra dos brasileiros. Em períodos anteriores, as variações foram de -3,55% (2014), +6,44% (2013), +6,53% (2011) e de +9,43% (2010). O desempenho desta que é a principal data comemorativa para o varejo no primeiro semestre, e apenas atrás do Natal em volume de vendas e faturamento, pode funcionar como uma prévia para o desempenho da atividade comercial ao longo de 2016.

Texto extraído de: https://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/36142/vendas-no-dia-das-maes-sofrem-queda-pelo-terceiro-ano-consecutivo.html